COMO FUNCIONA
1) Cidadãos se tornam agentes da justiça através de qualificação e certificação teórica/prática como J-informantes, J-policiais, J-investigadores, J-promotores, J-defensores e J-juízes.

2) Cidadãos-agentes usam armas não-letais, documentam ações audiovisualmente, tem transparência com monitoramento financeiro e de comunicação.

3) J-policiais atuam em tempo parcial/integral sob demanda ou quando testemunham violações de direitos e danos em na sua vida diária independente.

4) Violação de direitos podem ser resolvidas com processo judicial direto com designação de J-investigador, J-promotor, J-defensor e J-juiz Jusistem.

5) Basta provar, através de processo online, dano, premeditação e perigo para exigir restituição, multa e/ou restrição de liberdade domiciliar.

6) Direitos humanos protegidos de saúde, educação, segurança, liberdade de expressão, iniciativa, organização e concorrência.

7) Restituição e multa proporcional ao dano econômico e/ou físico sofrido.

8) Se o acusador/acusado não aceitarem processo/sentença ou demandar/demandado por sistema externo, Jusistem agirá em processos administrativo/eleitoral (organização interna/externa), civil/criminal (justiça estatal), social (família/amigos), internacional e/ou de legítima defesa (proteção efetiva).

9) Restrição domiciliar aberta ou fechada, proporcional ao dano e risco/perigo de possível reincidência, monitoramento eletrônico audiovisual, com atividades produtivas e educativas, com gradeamento adicionado internamente a residência em caso de perigo de danos a integridade física.